Selecciona a matéria que desejas consultar
 

CLICA AQUI PARA VERES O SUMÁRIO

PESQUISAR NA INTERNET
A Internet é uma ferramenta muito útil para encontrar todo o tipo de dados. No entanto, a rede contém uma grande quantidade de informação sem classificação (na Internet há conteúdos de boa e má qualidade misturados) e, para poder aproveitar todas as suas possibilidades, temos que aprender a pesquisar.

Antes de começar uma pesquisa na Internet é aconselhável:
Que te informes sobre o tipo de assuntos abordados pelos pesquisadores e como podes tirar o máximo partido.
Que conheças os truques para aperfeiçoar as tuas pesquisas.
Que aprendas a comunicar com outros utilizadores para lhes pedires informação.
Que saibas como evitar os problemas mais frequentes.
Que domines a técnica para tirar o máximo partido das pesquisas.
 


1. O QUE SÃO OS PESQUISADORES
Os pesquisadores são ferramentas que servem para seleccionar e filtrar a informação que existe na Internet.

O procedimento para utilizar um pesquisador da Internet é:
Formular uma pesquisa utilizando palavras-chave e pesquisadores.
O pesquisador contempla o pedido do utilizador.
O pesquisador apresenta uma lista de páginas que coincidem com o pedido do utilizador.
 

Ajudar-te-á:
Escoger el buscador más adecuado.
Escolher o pesquisador mais adequado.
Escolher com cuidado as palavras-chave.
Definir bem a pesquisa: quanto mais a definas, mais resultados filtrados obterás e chegarás mais rapidamente à informação.
 


2. Tipos de pesquisadores

Os principais tipos de pesquisadores são:
TIPO DESCRIÇÃO CLASSIFICAÇÃO ENDEREÇOS
Directórios Listam sítios Web (URLs) e classificam-nos por categorias.
Podes escrever o teu pedido ou navegar por categorias.

Em muitas ocasiões encontrarás orientação sobre os resultados que obtiveres (do tipo: esta página é muito útil).
Podem não estar actualizados.
A selecção das páginas pode estar condicionada por interesses comerciais

www.yahoo.com
www.sapo.pt
www.dmoz.org
www.leme.pt
www.looksmart.com
Motores de pesquisa Contemplam a informação de toda a rede.

Uma ferramenta denominada ‘robot’ percorre as páginas da rede e cria uma base de dados.
Na lista de resultados poderemos encontrar páginas de pouca qualidade ou com informações pouco fiáveis.
Ninguém antes tinha verificado se estes endereços podem ser-nos úteis.
É imprescindível definir ao máximo os termos de pesquisa.


www.google.pt
www.alltheweb.com
www.altavista.pt
www.lycos.com
www.savvy.com
 

Outros tipos de pesquisadores que podem ser-te úteis são:
TIPO DESCRIÇÃO CLASSIFICAÇÃO ENDEREÇOS
Pesquisadores especializados Directórios de pesquisa centrados em temas específicos.

Para pesquisas muito concretas.

www.superemprego.pt
www.mocho.pt
Metapesquisadores Bases de dados em que foram registados vários pesquisadores. Para encontrar o pesquisador mais adequado.
Para pesquisar em diversos pesquisadores ao mesmo tempo.


www.search.com
www.ixquick.com/por/
www.metacrawler.com
Pesquisadores de imagens Podem funcionar como um pesquisador automático ou apresentar-se como catálogos organizados onde poderás encontrar ilustrações e fotografias. Para encontrar ilustrações e fotografias. www.altavista.pt
Pesquisadores de áudio Catálogos organizados onde poderás encontrar ficheiros de áudio. Para encontrar música ou outros ficheiros de áudio. www.mp3.com
www.portaldemp3.com
 


3. PENSAR ANTES DE PESQUISAR
Antes de pesquisar na Internet é imprescindível que penses no tipo de informação que te interessa. Verás que em várias ocasiões necessitarás de combinar diversos pesquisadores.

O QUE PROCURO... EXEMPLO POSSO COME&cCedil;AR POR... POSSIVELMENTE ENCONTRARÁS...
Informação geral sobre um tema. Encontrar informação geral para fazer um trabalho sobre répteis.

Enciclopédia.
Directório.
Motor de pesquisa.

Artigo enciclopédico. Muitas páginas Web dedicadas a este tema ou à mesma área.
Informações detalhadas sobre um tema especializado. Quantos crocodilos nascem em cativeiro no mundo. Pesquisador especializado.
Motor de pesquisa.
Fóruns de discussão (se dispomos de tempo suficiente).
Uma instituição ou um clube ecologista que esteja dependente da criação de crocodilos no mundo pode dar-nos a resposta.
Informações sobre a actualidade. Ocorreu algum terramoto nos últimos 6 meses? Directório de pesquisa. Jornais e revistas on-line.
Recursos gráficos. Procuras uma fotografia do caimão  do Mississipi. Pesquisador de imagens.
Catálogo de imagens.
Fóruns de discussão (se dispomos de tempo suficiente).
Dificilmente encontrarás uma fotografia desta espécie num catálogo de imagens. A pesquisa automática permitir-te-á aceder, por exemplo, à Web de um jardim zoológico ou a uma página pessoal.
Ficheiros de áudio (música ou locuções). Encontrar a sintonia do teu programa de televisão preferido. Pesquisador de áudio.
Motor de pesquisa.
Fóruns de discussão (se dispomos de tempo suficiente).
Encontrarás um ficheiro MP3 com a sintonia.
 

O JOGO COMO O PESQUISARIAS? permite-te praticar os processos de pesquisa.


4. PESQUISAR RELACIONANDO CONCEITOS
Os motores de pesquisa são elementos que servem para fazer combinações entre palavras e permitem definir melhor a pesquisa.

Com os motores de pesquisa poderemos acrescentar matizes à nossa palavra-chave e poderemos chegar à informação de uma maneira mais directa. Embora nem todos os pesquisadores sigam exactamente os mesmos códigos, os principais são:

OPERADOR OBJECTIVO COMO UTILIZÁ-LO EXEMPLO RESULTADOS
AND Soma de elementos.
Escrever AND ou & entre duas palavras.
Estudantes AND expediente Páginas que contenham ambos os elementos.
NOT, - ou NÃO Excluir uma palavra. Acrescentar NOT, ! ou - não entre duas palavras, de maneira que NOT, ! ou - não fiquem à frente da palavra que queremos excluir. Estudantes NOT europeus
juventude – racismo
Só obteremos os documentos que contenham o primeiro elemento e não o segundo.
Frases ("") Procurar uma série de palavras (frase) que queremos que apareça nos resultados tal como a escrevemos.

Colocar entre “” uma série de palavras.

Podemos combiná-lo com outros operadores.

"Ensino secundário obrigatório" Os resultados serão documentos em que se encontre esta frase tal como a escrevemos.
 


5. PROBLEMAS DURANTE A PESQUISA

Se obténs demasiados resultados
Tens que ser mais específico ao formular a pesquisa. A palavra-chave tem um significado ou um uso demasiado amplo.
Tens que pedir ao pesquisador a procura das palavras mais relevantes. Utiliza as opções de pesquisa avançada.
Utiliza os operadores lógicos.
Estás a pesquisar no local adequado?
 

Não obténs resultados ou muito poucos
Talvez não tenhas seleccionado correctamente as palavras-chave. A informação que procuras pode estar indexada de outra forma.
Verifica a ortografia da palavra ou palavras-chave que tenhas escrito.
Escreve sinónimos e variantes ou consulta um índice de matérias.
Altera a palavra quanto ŕ flexão de número. Por exemplo: livros por livro.
Escreve todas as letras em minúscula.
Traduz para o inglês se te interessa encontrar páginas neste idioma.
 

A pesquisa é muito lenta. Os resultados demoram a aparecer.
Não utilizes artigos, preposições...
Muda de pesquisador ou realiza a pesquisa em outro momento. Talvez estejam a actualizar dados ou o pesquisador esteja sobrecarregado.
 

Encontras resultados mas não abordam o tema que esperavas
Pode acontecer que a forma como escreveste a palavra-chave tenha um significado diferente do que te interessa. Verifica-o.
A palavra-chave não é a adequada. Reconsidera-a.
 


6. CONSELHOS DURANTE A PESQUISA
Investiga em várias fontes e compara os resultados.
Se a fonte não parece fiável, não percas tempo e muda de página.
No navegador, para identificar rapidamente em que lugar da página aparece a tua palavra-chave pulsa a combinação de teclas Ctrl+F e abrir-se-á uma pequena janela onde poderás escrever a palavras que procuras.
Mantém aberto um processador de texto para ir colando a informação que te pareça interessante (copiar/colar). Não te esqueças de colocar por baixo de cada excerto de texto o endereço da página onde encontraste a informação.
Anota os pesquisadores e as palavras-chave que utilizas para evitar pesquisar duas vezes no mesmo local.
Utiliza os Favoritos do navegador. É importante que os mantenhas organizados e actualizados, caso contrário, não te servirão de nada. Revê a tua lista de Favoritos periodicamente e sempre que encontres uma página Web que gostes, acrescenta-a à sua pasta correspondente.

7. SELECCIONAR OS RESULTADOS
Quando obtenhas uma lista de resultados, deverás saber quais te serão úteis. Para isso necessitarás perceber que tipos de páginas existem na rede.

Portais

Locais que apresentam conteúdos aprazíveis e práticos. Contam com secções e canais.

Podem estar especializados num tema (portais verticais) ou ter conteúdos de todo o tipo (portais gerais).

www.mocho.pt, www.sapo.pt

Publicações on-line

São as versões on-line dos meios de comunicação escritos. Oferecem muita informação.
 
Por vezes, além de oferecer conteúdos da actualidade, preparam edições especiais que expolram alguns temas com profundidade, muitas vezes com elementos multimédia.

www.publico.pt, www.expresso.pt, www.nationalgeographic.com

Páginas de instituições

Os ministérios, câmaras municipais e outras instituições têm as suas páginas na Internet. Podem ser uma fonte de informação muito útil em trabalhos que necessites de, por exemplo, dados estatísticos.

www.ine.pt, www.min-edu.pt

Páginas corporativas As empresas utilizam a Internet como mais um canal de comunicação e oferta de serviços aos clientes. Embora na maioria dos casos estas páginas não ofereçam informações de referência, às vezes podem conter dados úteis. No entanto, uma advertência: não te esqueças que estás na Web de uma empresa e que, portanto, os seus conteúdos servem interesses empresariais.
Páginas de associações e ONG

As associações têm as suas páginas na Internet para divulgar notícias e artigos relacionados com o tema que tratam. Uma Web de ‘amigos dos animais’ talvez contenha informações sobre Zoologia que te possam interessar.

www.aaaporto.com, www.unicef.pt

Páginas pessoais Existem páginas pessoais de todo o tipo e sobre todos os temas. É necessário confirmar a informação destas páginas porque ninguém nos garante que o seu autor seja um perito no tema nem que os conteúdos estejam actualizados.
 


8. APRENDER COM OS OUTROS
A Internet, além de ser uma fonte de informação inesgotável, é também uma poderosa ferramenta de comunicação.

O correio electrónico é um dos serviços mais úteis da Internet. Existem diversas formas de comunicação entre os utilizadores da rede:

 
Listas de distribuição

São publicações que se distribuem por correio electrónico.

Para fazeres parte de uma lista de distribuição e receberes a publicação no teu correio electrónico tens que te subscrever.

www.netindex.pt, www.clearinghouse.net, www.tile.net

Fóruns e chats

Os fóruns e os chats são ferramentas que nos permitem comunicar com utilizadores de todo o mundo. Tanto os fóruns como os chats estão normalmente organizados por temas, de maneira a que possas entrar num fórum ou num chat onde o tema de que se está a falar seja, por exemplo, o cinema.

Fóruns

Não obterás respostas imediatas.

As mensagens aparecem de forma organizada por data de intervenção ou por tema tratado.

Os temas que se tratam são normalmente muito concretos.

Chats

É instantâneo.

As mensagens aparecem no ecrã à medida que se vão produzindo, como uma conversa. 

Os temas podem ser variados e as conversas pouco consistentes.